domingo, 29 de março de 2015

GOVERNOS precisam parar de dar calotes, diz advogado

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que deu o prazo até 2020 anos para que os Estados da Federação e municípios paguem todas as suas dividas de precatórios tem repercutido muito e tirado o sono do governador Wellington Dias (PT) e de toda sua equipe administrativa.
A decisão da mais alta Corte da Justiça brasileira parece ser ferrenha desta vez e ao contrário do que já se viu em outras decisões, o rigor será severo, inclusive, com o papel mais atuante dos tribunais em cada estado.
No Piauí, o presidente da Comissão de Precatório da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Piauí, (OAB-PI), Norberto Campelo, criticou fortemente o governo estadual e os municípios, por não pagarem seus débitos, mesmo após várias decisões judiciais.
"Esta era uma luta antiga da OAB, que sempre vinha alertando para esta negligência do país e dos Estados e municípios. Estes têm que parar de serem caloteiros. É uma vergonha para o Brasil, inclusive, para com a opinião pública internacional. Essa história de precatório só existe no Brasil. Aqui a coisa ficou como se fosse normal. Quem deve tem a obrigação de pagar", criticou o advogado Norberto Campelo.
OUTRAS DECISÕES NÃO SURTIRAM EFEITO
Esta no é a primeira vez que há uma determinação neste sentido. Em 2009, uma Emenda Constitucional estipulou o prazo de 15 anos para que os Estados pagassem suas dívidas. Porém, em 2013, a Corte derrubou a Emenda, alterando o prazo em que o Piauí estaria programado para pagar seus débitos.
Campelo.jpg
Essa mesma legislação que agora caiu de forma definitiva, fixava a TR - Taxa Referencial (criada no Plano Collor II para ser o principal índice brasileiro – uma taxa básica referencial dos juros a serem praticados no mês vigente e que não refletissem a inflação do mês anterior) para atualização dos títulos e abria possibilidades para os chamados “leilões inversos”. Aqueles que aceitassem receber menos, dando maiores descontos, poderiam vir para o começo da fila, uma vez que teriam preferência.
Porém, os ministros do STF decidiram que a partir desta quinta-feira (26), os títulos serão corrigidos pelo IPCA-E (que utiliza, para sua composição de cálculo, os seguintes setores: alimentação e bebidas, habitação, artigos de residência, vestuário, transportes, saúde e cuidados pessoais, despesas pessoais, educação e comunicação) e, até o apagar das luzes do prazo final, os credores poderão negociar com o estado.
Os descontos podem chegar até R$ 40% e também será permitido furar a fila. Quem não puder esperar, aguarda receber o montante atualizado, em no máximo cinco anos. Os estados que descumprirem a regra ficam sujeitos a sanções.
A partir de 2020, os precatórios gerados até julho, terão que ser inclusos no orçamento seguinte, evitando novo acúmulo. É uma modificação imensa.
"Nós acreditamos que agora estes valores serão pagos. Até porque o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) está acompanhando de perto e todos os tribunais do país têm comissão para tratar do assunto", comenta.
E SE O ESTADO NÃO PAGAR...?
De acordo com Norberto Campelo, sempre houve uma vista grossa e mesmo sendo permitido o sequestro dos bens do Governo e uma intervenção, isso nunca aconteceu. "Esperamos que agora haja a tomada das medidas constitucionais cabíveis, caso, mais uma vez, Estado e municípios não honrem seus compromissos", desabafa Norberto Campelo.
ALTOS VALORES DE PRECATÓRIOS
No Piauí, os maiores credores são os fazendários, algo superior a R$ 500 milhões, e os professores, algo superior a R$ 400 milhões.
"O precatório dos Auditores fiscais também é alto. Normalmente os grandes são os de servidores públicos, que ajuizaram as ações conjuntamente", pontua Campelo.


Publicado Por: Daniel Silva

Marinha Mercante e 7 órgãos abrem inscrições para 1,2 mil vagas

Marinha Mercante e 7 órgãos abrem inscrições para 1,2 mil vagas

sábado, 28 de março de 2015

Escolas de Teresina recebem tablets para auxílio na alfabetização - Capital Teresina

Escolas de Teresina recebem tablets para auxílio na alfabetização - Capital Teresina

Programa Crédito Fundiário vai investir R$ 50 milhões no Piauí

O Crédito Fundíario é responsável por 3.300 projetos e atende 18.049 beneficiários no Piauí.

Atualizada em 28/03/2015 - 12h36
A Unidade do Crédito Fundiário da Secretaria de Desenvolvimento Rural realizou Oficina de Planejamento Operativo Anual-Programa Nacional do Crédito Fundiário no PIauí, com o objetivo de avaliar a execução do Programa Crédito Fundiário no Piauí e também definir, de forma participativa, as metas para 2015 e, ainda, planejar ações estratégicas da Unidade Técnica Estadual para este ano.
Imagem: DivulgaçãoOficina Crédito Fundiário(Imagem:Divulgação)Oficina Crédito Fundiário
Na abertura do encontro, participaram o diretor nacional do Credito Fundiário,Francisco das Chagas Ribeiro Filho, o secretário Francisco Limma e a diretora da UTE, Unidade Técnica Estadual, Patrícia Vasconcelos. Cerca de 100 pessoas participaram da oficina. Dentre elas,a equipe técnica e coordenação da Unidade Técnica Estadual do Crédito Fundiário, representantes Fetag, Contag,Fetraf/Faf, Conab e Codevasf, as superintendências dos Banco do Brasil e Banco do Nordeste, Coordenadoria da Juventude e outras entidades e empresas prestadoras de serviço de acompanhamento técnico e execução rural para as famílias beneficiadas com o programa do Crédito Fundiário no Piauí.

"Foi um momento de ouvir nossos parceiros do programa no estado, além de uma oportunidade de reforçar a necessidade de avaliar e avançar cada vez mais no Programa Crédito Fundiário, visando atender um número maior de famílias no Piauí, afirmou Patrícia Vasconcelos, Coordenadora do Programa Crédito Fundiário.
Imagem: DivulgaçãoOficina Crédito Fundiário(Imagem:Divulgação)Oficina Crédito Fundiário
Após fazer uma apresentação que analisou a conjuntura do programa no estado, o secretário Francisco Limma destacou que é preciso avaliar se os critérios continuam contemplando áreas e famílias que mais precisam dos benefícios, se os recursos estão sendo aplicados da melhor forma, onde há maior demanda, para de atingir um dos princiapis objetivos do programa, que é combater a pobreza rural. "Temos que verificar para priorizar, de forma correta, as famílias, a região que tem maior indice de pobreza" concluiu.

]Um quadro demonstrativo apresentado pela equipe da UTE registrou que o Crédito Fundíario é responsável por 3.300 (três mil e trezentos) projetos e atende 18.049 (dezoito mil e quarenta e nove) beneficiários no Piauí. O diretor Francisco das Chagas afirmou que mais 1.200 famílias serão cadastradas no sistema este ano e que o Governo Federal vai investir R$ 50 milhões de reais para estas novas familias.

Programa Crédito Fundiário Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF) oferece condições para que os trabalhadores rurais sem terra ou com pouca terra possam comprar um imóvel rural por meio de um financiamento.

O recurso ainda é usado na estruturação da infraestrutura necessária para a produção e assistência técnica e extensão rural. Além da terra, o agricultor pode construir sua casa, preparar o solo, comprar implementos, ter acompanhamento técnico e o que mais for necessário para se desenvolver de forma independente e autônoma. Podem participar do PNCF trabalhadores e trabalhadoras rurais, filhos de agricultores familiares ou estudante de escolas agrotécnicas.

Os potenciais beneficiários devem ter renda familiar anual de até R$ 15 mil e patrimônio de até R$ 30 mil. Devem ainda comprovar mais de 5 anos de experiência rural nos últimos 15 anos. Saiba mais sobre o programa: creditofundiario@mda.gov.br

TRE recebe pedido de registro do Partido do Servidor Público e Privado

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE/PI) recebeu pedido de registro de mais um partido. Desta vez, a agremiação que tenta instalar uma comissão próvisória no estado é o Partido do Servidor Público e Privado (PSPP). O juiz Reginaldo Pereira Lima de Alencar, da 63º Zona Eleitoral de Teresina, recebeu lista de apoiamento com 134 assinaturas. O mínimo são 101 assinaturas.
A ideia do partido, que está em  formação no país, nasceu em uma comunidade do Recife, Pernambuco. Segundo o estatuto do partido, o objetivo da sigla é a convergência dos interesses entre a população brasileira e os serviços públicos de qualidade.
Segundo documento enviado ao TRE, a sigla será comandada no Estado por Deoclécio Francisco de Araujo. O Cidade Verde.com não conseguiu contato com o líder do partido.
Atualmente, o Piauí possui diretório estadual de 32 partidos políticos. Os últimos a se instalarem no estado foram PROS e Solidariedade.
Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Gestores são orientados a não comentar política e futebol em redes sociais

Durante o media training realizado neste sábado (28), pelo Governo do Estado, foi distribuído ao governador e secretários uma caixa simulando um remédio de nome "Midiosaldina". Na "bula" do "medicamento", orientações de como os gestores devem se posicionar em redes sociais, por exemplo.
Fotos: Yala Sena
Entre as orientações, o cuidado antes de postar para evitar problemas, bem como cautela ao reagir às críticas. O governo orienta ainda que os gestores respeitem as minorias e que tratem seus relacionamentos virtuais com o mesmo cuidado que cuidam das relações pessoais. "Em um restaurante com um amigo judeu à mesa, por exemplo, você não faria uma piada sobre judeus", diz o texto.
A "bula” traz ainda dicas de boas maneiras, como ficar longe de palavras de baixo calão e lembra que, em qualquer lugar, o gestor pode estar sendo filmado. Fala ainda para a equipe evitar discutir política, religião e até futebol nas redes sociais, já que geralmente as pessoas têm convicção de seus ideais.
Caso tudo dê errado nas redes sociais, o "medicamento" sugere aos gestores que fiquem offline até os ânimos se acalmarem.
Entrevistas
Foram repassadas ainda noções de como agir em caso de entrevistas, como ser sintético e objetivo, além de ter segurança do que está sendo transmitido.
O media training acontece no auditório do CEIR e conta ainda com a palestra do jornalista e professor João José Forni, que falará sobre gestão de crise.
Leia a "bula" do medicamento
Yala Sena (flash)
yalasena@cidadeverde.com

terça-feira, 24 de março de 2015

Rejane terá 15 metas para promover desenvolvimento da educação no PI

Rejane terá 15 metas para promover desenvolvimento da educação no PI

Governistas e oposição divergem nas análises sobre popularidade de Dilma

segunda-feira (23/03) pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), apontando que 10,8% das pessoas ouvidas avaliam positivamente o governo da presidenta Dilma Rousseff, repercutiu no Senado entre líderes do governo e da oposição.
De acordo com o líder do DEM, senador Ronaldo Caiado (GO), “o país está diante de um quadro gravíssimo e a presidenta perdeu as condições de governabilidade". Segundo ele, a presidenta deveria renunciar e convocar novas eleições.
“A prevalecer o quadro como está, o Congresso Nacional deveria avaliar que não é possível dar legitimidade à fraude e à mentira. O governo não tem credenciais de se apresentar como representante da população brasileira. Não é questão de impeachment, mas até de discutir a antecipação das eleições. Estamos diante de um quadro gravíssimo. Não é questão apenas de substituir a presidenta da República, mas de ouvir a sociedade brasileira”, defendeu o líder.
Sobre a avaliação negativa do Congresso Nacional, Caiado disse que as duas casas têm de ter credibilidade e apoio popular para aprovar as mudanças difíceis que o país precisa. Para o senador, se for necessário, o Congresso também pode ser submetido a novas eleições. “O político não pode ter essa condição de querer ficar encastelado em uma posição que a sociedade não considera e não respeita. Temos de ter credenciais”, acrescentou.
O líder do PT na Casa, senador Humberto Costa (PE), admitiu que o quadro é “preocupante”, mas que pode ser contornado. “Já vimos situações piores em governos estaduais, prefeituras e até em governos de outros países, onde, com o tempo, o processo de recuperação permitiu até a reeleição desses governantes. Com certeza, vamos recuperar sim", afirmou Costa.
Para o líder petista, a opinião de Caiado sobre uma possível renúncia da presidenta é “exótica”. “Aliás, ele evoluiu, porque defendia o impeachment e agora está convencido de que não há elementos para tal. Não vivemos em um regime parlamentarista, onde o governo, por estar mal em determinado momento, pode ser substituído. Não cabe. A presidenta Dilma tem um programa, implementará este programa de governo e, com certeza, estará bem mais à frente."
Os dois líderes também comentaram o indiciamento do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, por denúncias de recebimento de doações ilegais para campanhas do partido. Segundo Costa, ainda não há provas da conduta criminosa de Vaccari e caberá ao PT decidir se ele deve se desligar ou não do partido. “Creio que, no momento adequado, o partido debaterá a questão com tranquilidade."
Para Caiado, a permanência de Vaccari como tesoureiro do PT demonstra que a presidenta Dilma não consegue cuidar “da própria casa”. “Ele foi indiciado e o PT o mantém como tesoureiro, como homem forte do partido. E a presidente enviou para esta Casa um pacote anticorrupção. Se ela não dá o exemplo na casa e no partido dela, como a sociedade acreditará que ela está decidida a combater a corrupção?”
Fonte: Agência Brasil
Publicado Por: Bruna Veloso

Prefeitura no PI realiza duas seleções para profissionais da Educação; edital

Prefeitura no PI realiza duas seleções para profissionais da Educação; edital

sábado, 21 de março de 2015

Educação é caminho para combate à discriminação racial - Capital Teresina

Educação é caminho para combate à discriminação racial - Capital Teresina

Iapep antecipa pagamento de janeiro a clínicas e hospitais conveniados

O Iapep-Saúde abriu, nesta sexta-feira (20), o sistema financeiro para recebimento de notas fiscais de serviços médicos prestados em janeiro de 2015, antecipando o calendário acordado com o Sindicato dos Hospitais do Piauí, na reunião da última quarta-feira (18), quando ficaram estabelecidas as datas de pagamento dos meses em atraso referente aos exercícios de 2014 e 2015.
O diretor-geral do Instituto de Assistência e Previdência do Estado do Piauí, Marcos Steiner Mesquita, coordenou, nesta sexta-feira (20), uma reunião de planejamento dos setores diretamente ligados à gestão do Iapep-Saúde e Plamta, para dar cumprimento ao que ficou acertado com esses prestadores em relação ao pagamento pelos procedimentos realizados a pacientes dos planos de saúde, que juntos atendem a mais de 380 mil usuários, servidores e familiares.
“A reunião também serviu para conhecermos as demandas dos setores, inclusive as gerência do Plamta e Iapep-Saúde, financeiro, planejamento”, adiantou Steiner. O diretor explicou que as reuniões de planejamento desses setores passam a ser quinzenais, embora a próxima esteja marcada somente para o dia 10 de abril, por conta do feriado da Semana Santa.
“Queremos estabelecer um planejamento de metas a serem alcançadas ao longo dos próximos meses, de modo a resolver todas as demandas que estão colocadas neste momento. Estamos trabalhando para tornar o Iapep mais humano e eficiente para todos, do funcionário que trabalha no órgão, aos servidores e dependentes, bem como aos profissionais e estabelecimentos credenciados ao Iapep-Saúde e Plamta”, declarou.
Números 
Segundo dados do Iapep-Saúde, referente a novembro do ano passado, havia 757 clínicas e hospitais credenciados, com 4.053 profissionais atendendo a uma demanda de 192.250 beneficiários, sendo 72.426 titulares, 96.856 dependentes diretos e 22.968 dependentes suplementares.
Em relação ao Plamta, de acordo com dados de dezembro de 2014, havia 195.689 beneficiários (vidas ativas), dos quais 63.154 titulares, 132.535 dependentes, atendidos em 647 clínicas e hospitais conveniados por um corpo clínico de 1.401 profissionais.
Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Nova diretoria do PRB-PI assume com desafio de triplicar bancada municipal

Nova diretoria do PRB-PI assume com desafio de triplicar bancada municipal

Rosenbaum fala sobre novo projeto no povoado Várzea Queimada, no PI

Rosenbaum fala sobre novo projeto no povoado Várzea Queimada, no PI

quarta-feira, 18 de março de 2015

Deputado Fabio Novo luta pela melhoria da qualificação do Educadores. veja matéria....

Deputado quer validade de diplomas do exterior no Piauí

O deputado estadual Fábio Novo (PT) apresentou projeto de lei tornando obrigatória a admissão no estado do Piauí de diplomas de pós-graduação concluídos nos países do Mercado Comum do Sul (MERCOSUL). Segundo a matéria, os títulos - tanto de especialização como mestrado e doutorado - não podem ter carga horária presencial inferir a 300 horas.
Ainda segundo o projeto, a admissão somente será aceita para o exercicio das atividades de docência e pesquisa nas instituições estaduais de ensino.
"0 reconhecimento de titulos para qualquer outro efeito que nao o estabelecido, reger-se-á pelas normas especificas das instituições estaduais de ensino", diz a matéria.
Fábio ressalta no projeto que sua aprovação vai suprir uma injustiça com os cidadãos brasileiros que se sacrificam  para fazer cursos fora. "Com seus proprios recursos, deixando suas familias no Brasil, além de prejudicar seus trabalhos e férias para realizar os cursos nos paises integrantes do MERCOSUL", afirma.
O projeto segue agora para a Comissão de Constituição e Justiça. 
Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Secretário negocia e sindicato deve voltar a atender usuários do 'Iapep'

Secretário negocia e sindicato deve voltar a atender usuários do 'Iapep'

A EDUCAÇÃO AGONIZA

            
                 *por: Kassyus Lages



Iniciado o período letivo no dia 9 de março na rede estadual de ensino, o SINTE buscou através de a sua Diretoria acompanhar o andamento das aulas nas escolas em várias regiões do Estado inclusive na Capital.
O que pode se levantar sobre a situação nessas unidades de ensino são problemas e mais problemas no que tange ao bom andamento das escolas.  Se não bastasse isso temos ainda a possibilidade de uma greve no setor administrativo que surge com suas reivindicações de maneira justa e indiscutível. Pois esses vêm amargando a mais de seis anos sem nenhuma reposição em seus salários. Este sem poder de compra e abaixo do salario mínimo vigente.
As escolas continuam faltando professores, servidores administrativos em todas as áreas e para complementar o pacote de problemas a infraestrutura dessas escolas que na sua maioria possui mais de 40 anos de existência estão à mercê da sorte no que diz respeito a reformas e a conclusão de algumas que iniciaram e não findaram.
Dentro desse levantamento ainda comporta colocar as indicações politicas que vem ocorrendo nas nomeações dos cargos de supervisão e direção. Onde a própria secretaria de educação hoje nomeada no diário oficial do estado condenou em sua fala diante dos dirigentes sindicais, onde não iria tolerar esse tipo de posição dentro da educação. Entretanto não é isso que se vê nas regionais da educação.
Temos consciência de que existem cargos de livre nomeação do governador e de seus secretários. Mas também sabemos que existe uma regulamentação que defini em quais situações isso pode ocorrer. E o que estamos recebendo de denuncias é no sentido de que pessoas não vinculadas ao estado estão exercendo funções que não lhe compete dentro da lei.
Vale lembrar que isso não é de agora. Mais para quem colocou que queria fazer diferente esta começando igual aos demais. Tudo no discurso é fácil, na verdade o difícil é enfrentar a realidade.
Queremos uma resposta do governo urgente já que temos um decreto que dá condições de agir de maneira rápida e sem burocracias que emperrem suas ações.
Continuamos defendendo o interesse de nossa classe e da sociedade piauiense que acima de tudo acha a forma mais coerente e certa de trabalhar a educação, deve ser: EDUCAÇÃO DE QUALIDADE É EDUCAÇÃO SEM POLITICAGEM.

Viva o Brasil! Viva a Pátria Educadora!


Por meio de novo edital de reabertura, a Eletrobras Distribuição Piauí, vinculada à Companhia Energética do Piauí, recebe novamente as inscrições para o Concurso Público que visa à nomeação de 345 profissionais, assim como à formação de cadastro reserva. O novo período segue das 8h do dia 18 de março de 2015 às 23h59 de 17 de maio de 2015. Quem desejar concorrer às vagas como pessoa com necessidades especiais, tem o prazo encerrado em 18 de maio de 2015 para o envio da documentação. Para participar é preciso realizar as inscrições pelo site da organizadora, www.iades.com.br, e efetuar o pagamento da taxa de inscrição, nos valores de R$ 41,90; R$ 49,00 ou R$ 56,00. As oportunidades que estão disponíveis também foram retificadas, agora o cargo de Eletricista Motorista oferece 277 vagas imediatas além do cadastro reserva. As demais funções permanecem com o mesmo quantitativo: Eletricista Auxiliar (30 + CR); Leiturista (30 + CR); Técnico em Eletrotécnica (6 + CR); Arquivista (1 + CR) e Médico do Trabalho (1 + CR). Para concorrerem, os interessados devem apresentar formação de níveis fundamental, médio, técnico ou superior. O salário devido aos aprovados varia de R$ 1.196,70 a R$ 4.524,71, conforme a função exercida e a jornada desempenhada, que pode ser de 20h ou 40 horas semanais. Todos os candidatos inscritos serão submetidos à Prova Objetiva, prevista para ser aplicada em 14 de junho de 2015. Para algumas funções ainda será realizado o Teste de Aptidão Física. O prazo de validade do Concurso Público é de um ano, contado a partir da data da publicação de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período. ACESSE AQUI O EDITAL Atenção candidatos que desejam solicitar a devolução da taxa de inscrição! O pedido será recebido até o dia 26 de março de 2015, pelo site cac@iades.com.br, mediante o envio das seguintes informações: CPF, banco, agência e número da conta e comprovante de pagamento da taxa. Fonte: Com informações do PCI Concursos Publicado Por: Fábio Carvalho

A Defensoria Pública do Estado do Piauí concluiu o processo para formação da Lista Tríplice para escolha do Ouvidor Geral da Instituição.
Dos sete candidatos, seis foram votados e os 20 representantes das entidades compareceram para votar. Não ouve nenhum voto nulo ou em branco.
A Lista Tríplice será encaminhada ao Conselho Superior da DPE-PI, que terá o prazo de 15 dias para realizar a Sessão destinada a escolha, pelo voto secreto, daquele que exercerá o mandato de Ouvidor Geral.
De acordo com o previsto no Edital Nº 001/2015 que trata do processo, o Ouvidor Geral fará declaração de bens no ato da posse e ao término do mandato.
ESCOLHIDOS
Djan Moreira (2 votos)
Roberto Melado Cordeiro Júnior (11 votos)
Francisco Roberson Marcelo da Silva (6 votos)
Fonte: Com informações da Assessoria
Publicado Por: Daniel Silva 

Dentre os escolhidos está o Jovem Djan Moreira que é oriundo de uma região bastante fragilizada socialmente e que se destaca por sua atuação junto ao movimento social em especial no Conselho Tutelar, onde se destaca por sua brilhante atuação em prol dos menos favorecidos e que necessitam do amparo da lei. Se os defensores levarem em conta esse aspecto tudo caminha para que o Jovem conselheiro seja elevado ao cargo de ouvidor geral, já que sua votação foi um voto a mais que o segundo colocado, o senhor Roberto Melado, que possui também bom transito junto as entidades.
Desejamos que prevaleça o que for melhor para o bom andamento da ouvidoria geral. E que a democracia seja a base dessa decisão.

Escrito por: Kassyus Lages

Eletrobras Distribuição Piauí reabre Concurso Público com 345 vagas

Por meio de novo edital de reabertura, a Eletrobras Distribuição Piauí, vinculada à Companhia Energética do Piauí, recebe novamente as inscrições para o Concurso Público que visa à nomeação de 345 profissionais, assim como à formação de cadastro reserva.
O novo período segue das 8h do dia 18 de março de 2015 às 23h59 de 17 de maio de 2015. Quem desejar concorrer àsvagas como pessoa com necessidades especiais, tem o prazo encerrado em 18 de maio de 2015 para o envio da documentação.
Para participar é preciso realizar as inscrições pelo site da organizadora, www.iades.com.br, e efetuar o pagamento da taxa de inscrição, nos valores de R$ 41,90; R$ 49,00 ou R$ 56,00.
As oportunidades que estão disponíveis também foram retificadas, agora o cargo de Eletricista Motorista oferece 277 vagas imediatas além do cadastro reserva. As demais funções permanecem com o mesmo quantitativo: Eletricista Auxiliar (30 + CR); Leiturista (30 + CR); Técnico em Eletrotécnica (6 + CR); Arquivista (1 + CR) e Médico do Trabalho (1 + CR).
Para concorrerem, os interessados devem apresentar formação de níveis fundamental, médio, técnico ou superior.
O salário devido aos aprovados varia de R$ 1.196,70 a R$ 4.524,71, conforme a função exercida e a jornada desempenhada, que pode ser de 20h ou 40 horas semanais.
Todos os candidatos inscritos serão submetidos à Prova Objetiva, prevista para ser aplicada em 14 de junho de 2015. Para algumas funções ainda será realizado o Teste de Aptidão Física.
O prazo de validade do Concurso Público é de um ano, contado a partir da data da publicação de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período.
Atenção candidatos que desejam solicitar a devolução da taxa de inscrição! O pedido será recebido até o dia 26 de março de 2015, pelo site cac@iades.com.br, mediante o envio das seguintes informações: CPF, banco, agência e número da conta e comprovante de pagamento da taxa.
Fonte: Com informações do PCI Concursos
Publicado Por: Fábio Carvalho

http://180graus.com/politica/reprovacao-do-governo-dilma-bate-recorde-e-chega-a-62diz-datafolha

http://180graus.com/politica/reprovacao-do-governo-dilma-bate-recorde-e-chega-a-62diz-datafolha

GOVERNO NÃO PAGA HOSPITAIS E SERVIDORES FICAM SEM ATENDIMENTO.

SINDICATO SUSPENDE atendimento para Iapep e Plamta

segunda-feira, 9 de março de 2015

Rejane Dias diz que 150 obras da Educação já foram retomadas

A deputada federal Rejane Dias (PT) declarou durante abertura do ano letivo que ainda não assumiu a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) tem que atuar em Brasília para destravar os recursos que estavam retidos com o governo federal. 
A Abertura do ano letivo acontece nesta segunda (09), no Centro de Ensino Fundamental de Tempo Integral (Cefti) Professor Raldir Cavalcante Bastos, no Renascença II, zona Sudeste de Teresina. Estão presentes o governador Wellington Dias, o secretário Educação Helder Jacobina, o coordenador de Comunicação João Rodrigues, o suplente de deputado João de Deus, o secretário de Integração da Pessoa com Deficiência Mauro Eduardo e o deputado estadual Francis Lopes. 
“Estamos organizando essa data, quero voltar o mais rápido possível para assumir, apenas nesse momento é importante eu estar lá, porque estamos destravando os recursos e inclusive conseguindo destravar o Simec (Sistema Integrado do MEC) e conseguir R$ 5,5 milhões para recuperação das escolas, pequenos reparos e a garantia do reinício das obras, por conta desse trabalho que estou fazendo lá junto ao FNDE e MEC resolvendo os problemas restantes e por isso é importante eu estar lá, mas no máximo até o final do mês”, declarou a deputada.
A futura secretária, que não tem previsão para posse, disse que a Seduc se esforçou para garantir o pagamento do piso e a volta da gratificação para os diretores. Uma das prioridades de sua gestão será o ensino técnico, com objetivo de saltar de 10 para 37 unidades em todo o Piauí. 
Ela informou ainda que não permitirá indicação política na escolha dos professores. “Não terá uma escola cujo diretor será escolhido por critério político, será processo democrático, feito só com a comunidade escolar, tentamos minimizar a interferência política e profissionalizar a educação do Piauí”, declarou Rejane Dias. 
Perca de 90 milhões 
A deputada disse ainda que foram deixadas de fazer 30 mil matrículas, o que fez com que o Estado perdesse cerca de R$ 90 milhões do Fundo de Educação Básica (Fundeb). 
“30 mil matrículas deixaram de ser feitas e isso implica uma perca de R$ 90 milhões do Fundeb. (Governo Federal) Está encontrando uma forma de recompensar o Estado, que para nós é muito importante e procurando uma compensação por causa dessa perca, por isso preciso permanecer lá até resolver”, argumentou. 

Flash de Carlos Lustosa
Redação Caroline Oliveira
redacao@cidadeverde.com

CUT do Piauí organiza ato contra desmonte da Petrobras e retirada de direitos

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) do Piauí vai participar, na sexta-feira (13), do ato nacional em defesa da Petrobras e da permanência de direitos trabalhistas, como o seguro-desemprego. O ato está marcado para as 15h com concentração na Praça da Liberdade, centro de Teresina. Segundo o presidente da entidade no estado, Paulo Bezerra, o governo tem apresentado propostas que ferem os direitos dos trabalhadores.
Foto: Wilson Filho
"Nos últimos dias temos nos deparado com algumas propostas que o governo têm apresentado e que ferem muitos direitos nossos, especialmente no que diz respeito ao trabalhador da iniciativa privada, como o seguro-desemprego. Isso é algo grave e temos que discutir com o trabalhador qualquer proposta que venha retirar direitos. São muitos anos para conquistarmos. As propostas são muito ruins", afirmou, ressaltando que em uma medida provisória de dezembro passado, o governo retira vários direitos do trabalhador.
Sobre a Petrobras, o presidente acredita que se a população não se mobilizar, o patrimônio da empresa será dilapidado. "Se não nos mobilizarmos, vamos ver a Petrobras se despedaçar. Temos que reagir porque o patrimônio da empresa está sendo dilapidado. A empresa não pode sobreviver a esse desmonte. É uma empresa que gera muito recursos", alerta.
Outro assunto na pauta de reivindicações é a reforma política. A CUT defende um plebiscito sobre a constituinte exclusiva e soberana para a Reforma Política. “Nós acreditamos em um plesbicito especifico apenas para fazer a reforma politica. Não acreditamos que esse Congresso que está aí tenha capacidade de fazer uma reforma politica. Eles não querem que seus direitos sejam retirados", afirma Bezerra.
Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Rejane Dias e Fábio Abreu informam que só dão entrevista após a posse

Rejane Dias e Fábio Abreu informam que só dão entrevista após a posse

Enquanto Dilma nega realidade na TV, Brasil protesta

Enquanto Dilma nega realidade na TV, Brasil protesta

sábado, 7 de março de 2015

Vermelho Brasil - Filme Completo - TV Globo - Rio 450 Anos

Alunos do Liceu são remanejados para início do ano letivo

Cerca de 1.440 alunos serão remanejados para duas escolas da rede estadual, até que a obra seja concluída.

 Por conta da reforma do Centro de Ensino Médio de Tempo Integral (CEMTI) Zacarias de Góis, o Liceu Piauiense, cerca de 1.440 alunos da unidade serão remanejados para duas escolas da rede estadual na mesma região. A iniciativa da Secretaria de Estado da Educação e Cultura do Piauí (Seduc) tem como objetivo que os estudantes não tenham prejuízo quanto ao ano letivo de 2015. 

Segundo a diretora da Unidade de Gestão e Inspeção (UGIE) da Secretaria de Estado da Educação e Cultura do Piauí (Seduc), Ana Rejane, as escolas que receberão os alunos encontram-se em boas condições. “Os 375 alunos do Ensino Médio de Tempo Integral do Liceu assistirão aulas no Instituto de Educação Antonino Freire. Já os 1.070 do Ensino Médio Integrado (Informática e Administração) serão remanejados para a Unidade Escolar Anísio de Abreu, localizado na Avenida Campos Sales”, explica Ana Rejane.

A previsão para a conclusão da obra de reforma do Liceu Piauiense, que foi iniciada no ano passado, é o final do primeiro semestre desse ano. No segundo semestre os alunos devem retornar à escola.

Ano letivo na rede pública estadual começa na próxima segunda-feira

O Cefti apresentou uma média de 7.1 no Ideb de 2013, uma das melhores do Estado.

Cerca de 200 mil alunos da rede estadual de ensino devem iniciar, nesta segunda-feira (9), o ano letivo de 2015. Até maio, com o início das aulas do programa Mais Saber e do EJA – Educação Jovens e Adultos, a Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seduc) espera que cerca de 230 mil alunos estejam em sala de aula.

A abertura oficial do ano letivo acontecerá na manhã de segunda, às 7h, no Centro de Ensino Fundamental de Tempo Integral (Cefti) Prof. Raldir Cavalcante Bastos, localizado na Rua 2, nº 2310 - conjunto Renascença II.
Imagem: Thiago AmaralEscola de Tempo Integral Raldir Cavalcante(Imagem:Thiago Amaral)Escola de Tempo Integral Raldir Cavalcante
A solenidade de abertura do ano letivo contará com a participação do governo do Estado, Wellington Dias, do secretário da Educação, Helder Jacobina, e de superintendentes, diretores, gerentes regionais e toda a comunidade escolar da região.

A escola foi escolhida para a abertura oficial do ano letivo por ser considerada de referência, devido ao resultado significativo obtido n o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). O Cefti apresentou uma média de 7.1 no Ideb de 2013, uma das melhores do Estado.

A unidade atende 390 alunos em regime de tempo integral, distribuídos no Ensino Fundamental (7º ao 9º ano) e Médio. Programas, projetos, a dedicação dos professores, do núcleo gestor e a presença de pais e responsáveis na escola garantiram que o índice de aprovação em 2014 fosse de 94,65% e a evasão escolar inexistente.

Ciro aparece na lista dos investigados da operação Lava Jato

Da Redação do Portal AZ

O Ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki deferiu nesta sexta-feira 21 pedidos de abertura de inquéritos feitos pelo Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, referentes com prerrogativa de foro e outros possíveis envolvidos em investigação cujo foco principal são desvios de recursos da Petrobrás. Foram atorizadas investigações contra políticos do PT, PMDB, PP, PTB e PSDB. 



O senador piauiense Ciro Nogueira (PP) (foto) aparece entre os investigados em um dos processos, em outro o precesso foi arquivado. Seu partido é o que possui mais políticos envolvidos no caso.

Em todos os casos o ministro revogou o sigilo na tramitação dos procedimentos, tornando públicos todos os documentos. A instauração de inquéritos foi considerada cabível porque há indícios de ilicitude e não foram verificadas, do ponto de vista jurídico, "situações inibidoras do desencadeamento da investigação".

Estão entre os investigados os presidentes da Câmara e do Senado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Renan Calheiros (PMDB-AL). É a primeira vez que os presidnetes da Câmara e do Senado são investigados ao mesmo tempo pelo Supremo Tribunal Federal. Além deles, também vão ser investigados pelo Supremo o ex-presidente Fernando Collor de Melo (PTB-AL) e o senador Antonio Augusto Anastasia (PSDB-MG).

Para o ministro Teori, "o modo como se desdobra a investigação e o juízo sobre a conveniência, a oportunidade ou a necessidade de diligências tendentes à convicção acusatória são atribuições exclusivas do Procurador-Geral da República", cabendo ao Supremo Tribunal Federal "na fase investigatória, controlar a legitimidade dos atos e procedimentos de coleta de provas".

O ministro ressaltou que a abertura de inquérito não representa "juízo antecipado sobre autoria e materialidade do delito", principalmente quando os indícios são fundados em depoimentos colhidos em colaboração premiada: "Tais depoimentos não constituem, por si sós, meio de prova, até porque, segundo disposição normativa expressa, nenhuma sentença condenatória será proferida com fundamento apenas nas declarações de agente colaborador (art. 4º, § 16, da Lei 12.850/2013)".

Arquivamentos. Referentes ao mesmo tema, foram deferidos ainda 6 pedidos de arquivamento de procedimentos preliminares que tramitavam em segredo de justiça. Nas decisões, o ministro argumenta que, de acordo com a jurisprudência da Suprema Corte, é irrecusável, por parte do Tribunal, pedido de arquivamento apresentado pelo Procurador-Geral da República, ainda que possa eventualmente considerar improcedentes as razões invocadas. 

Foram arquivadas as investigações contra o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) além de quatro outros parlamentares.

Segredo de Justiça. Todos os procedimentos relacionados à citada investigação, inclusive os que foram arquivados, tiveram o sigilo revogado, por decisão do ministro relator Teori Zavascki, tendo em vista "não haver interesse social a justificar a reserva de publicidade". "Pelo contrário: é importante, até mesmo em atenção aos valores republicanos, que a sociedade brasileira tome conhecimento dos fatos relatados", argumentou o ministro. O ministro ressalvou que a lei impõe regime de sigilo ao acordo de colaboração premiada até a decisão de recebimento da denúncia. No entanto, nesses procedimentos, considerando que os colaboradores já têm seus nomes expostos publicamente, pois são réus em ações penais com denúncia recebida, e que o próprio Ministério Público manifestou desinteresse na tramitação sigilosa, "não mais subsistem as razões que impunham o regime restritivo de publicidade".